Arquivo da categoria: murmúrios

Independência ou

Não adianta. No que me diz respeito, o dia 7 de setembro continua pertencendo à ditadura militar. Fazer o que, é algo arraigado ao sujeito que sou, esse que nasceu justo no ano do golpe aquele. E mais, essa rejeição … Continuar lendo

Publicado em (re)flexões, murmúrios | Deixe um comentário

Trifeta* combinada**

Sábado almocei um pintado na brasa nesse lugar da foto ao lado. Nenhuma maravilha, nada que me faça salivar quando lembro, nem que me dê vontade de voltar a esse lugar(-)comum em Copacabana, de clientes, na maioria homens, com idade … Continuar lendo

Publicado em (re)flexões, murmúrios, nadas | 2 Comentários

Traición

– Você esteve chorando. Temi que começasse outra vez a risada histérica. Torci a boca e confessei que, com efeito, estivera chorando. – Minha esposa me abandonou faz uns meses – disse, tentando sentir uma profunda autocompaixão. – Fugiu com … Continuar lendo

Publicado em língua, murmúrios, tradução | 2 Comentários

Estas son las mañanitas que cantaba el rey David

Lembro que aos treze eu tinha certeza de que não passaria dos trinta e cinco. E também de ficar chateado ao ouvir que essa quase certeza era um dos mais comuns lugares-comuns vivenciados por nossa espécie, não uma, mas várias … Continuar lendo

Publicado em murmúrios | Marcado com | 14 Comentários

Filosofia de botequim

Alguém sabe dizer se existe algum estudo sobre “a história universal do” elogio ou da crítica elogiosa? Porque só hoje, depois de semanas desatualizado sobre o que anda sendo noticiado, comentado, criticado, elogiado e sei lá o que mais, acabei … Continuar lendo

Publicado em (re)flexões, murmúrios | 9 Comentários

Cordis

Dois sujeitos cansados, acamados: cinquenta e poucos um, cinquenta e muitos o outro. Dois corações em bom estado: um de moça, vinte e algo, outro de moço, vinte e tantos, e destes nada mais se sabe. Dos dois outros, que … Continuar lendo

Publicado em murmúrios | Marcado com | 8 Comentários

Já te disse antes, mas parece que você esqueceu

Em certos contextos, não costumo responder perguntas, quase sempre porque: 1) a pergunta é confusa, mal formulada, e sem entendê-la eu não consigo responder; ou 2) ela é muito bem formulada, e como perguntas assim costumam ter boa parte da … Continuar lendo

Publicado em murmúrios | Marcado com | 2 Comentários