Garatujas de um domingo covidiano

Não sei você, mas sigo gostando mais dos ditos perdedores. Apreço maior por aqueles tão envolvidos com as dores de outros mais à margem e à míngua do que eles que, por isso mesmo, cagam e andam para essa conversa sobre winner’s e loser’s tão em voga. É que esses termos, essas expressões bem ao gosto dos pastores de igrejas neopentecostais, dos coaches, dos autodenominados mentores, dos instrutores de mindfulness, simplesmente estão fora do seu campo semântico. O tempo a perder deles é outro.

E um reparo: não é apreço, é inveja.

Esse post foi publicado em Ainda pagãos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.