Arquivo da categoria: conversê

Posta Restante, um excerto

Mas pensei em te escrever pra contar do meu dia. Pouca coisa, só o de mais importante para mim. É que foi um dos difíceis, como boa parte deles nesse último ano e meio, começando pela dificuldade de levantar — … Continuar lendo

Publicado em bloguices, conversê, mínimos | Deixe um comentário

Não é sobre Logan

Quinta-feira passada estive em Nova Friburgo, a trabalho. Como terminei bem tarde, somando cansaço e notícias de um temporal que ainda caia no Rio, a prudência mandou que eu só voltasse na manhã seguinte. Tarde pra acabar de trabalhar, mas … Continuar lendo

Publicado em conversê, cotidiano | Deixe um comentário

Historietas para boi dormir

Era um puta mala, inconveniente como poucos. Adorava sacanear todo mundo, com a garantia de que não perdoaria nem a mãe, se o cretino tivesse uma. Fazia isso nas festas, nas reuniões de família, de trabalho. Até num enterro ele … Continuar lendo

Publicado em conversê, nadas, política, sociedade | 4 Comentários

Conversê

Você pensa: entender a “impermanência” e exercitar o “desapego” são a combinação perfeita para lidar com isso que chamamos “viver”. Então pensa mais um pouco e vê que gerações mais novas do que a sua já experimentam essas mesmas palavras, … Continuar lendo

Publicado em (re)flexões, conversê | Deixe um comentário

Posta restante

Querida F., Era pra ser um email, mas eu e meus botões ficamos pensando no que a M. falou sobre privacidade, na minha própria relação com o público e o privado e no fato de nós dois blogarmos faz tempo, … Continuar lendo

Publicado em conversê | Marcado com | 7 Comentários

O outro

Terrível aquela história do teu vizinho recém-separado. Tão amoroso com as filhas, tão carinhoso com a mulher… mas veio o álcool e desgraçou tudo, né? Álcool é fogo mesmo, só podia, de uma hora para outra o sujeito ficou irreconhecível, … Continuar lendo

Publicado em conversê, nadas | Marcado com | 3 Comentários