Arquivo da categoria: mínimos

Posta Restante, um excerto

Mas pensei em te escrever pra contar do meu dia. Pouca coisa, só o de mais importante para mim. É que foi um dos difíceis, como boa parte deles nesse último ano e meio, começando pela dificuldade de levantar — … Continuar lendo

Publicado em bloguices, conversê, mínimos | Deixe um comentário

Perversão

Um pacto bem simples: entre os dois só a verdade, sempre, não importasse qual. Ligou pra Lúcia, amiga de infância de Sílvia. Preciso conversar com você, pode ser às sete?, te apanho no trabalho. O primeiro chope nem pela metade … Continuar lendo

Publicado em mínimos | Marcado com , , , | 8 Comentários

Entre(-)vista

….— E como é que você consegue lidar com essa quantidade de sofrimento ao seu redor? ….— É bem difícil, sempre é. E olha que já cobri tanta guerra, vi tanta tragédia… Kosovo… Sabia que quase morri por lá? Darfur, … Continuar lendo

Publicado em mínimos | Marcado com | 3 Comentários

Reclamação

Quando vi a sua filha, adorei o contraste. Juntar os meus panos de bunda com uma depressiva-reflexiva, cética até a medula e ainda por cima meio grossa, dessas que não levam desaforo pra casa, foi tudo o que as minhas … Continuar lendo

Publicado em mínimos | Marcado com , , , , | 16 Comentários

Prosódia

— Não nega, Nego! — Nego sim, Nega, nego sim. — Nega?! — Ué, Nega, nego não nega? — E como! Né não, Nego? — E nega não nega não? — Não, Nego, não nega não. — Como não?! — … Continuar lendo

Publicado em mínimos | Marcado com | 9 Comentários

Depoimentos [2]

Foi o seguinte: seu Toshido disse que sushiman que é bom pega o peixe vivo, tira um nacão pro sashimi e devolve pra água, e quanto mais o bicho ficar vivo, mais fodão é o cara. Não tinha peixe, peguei … Continuar lendo

Publicado em mínimos | Marcado com , | 2 Comentários

Depoimentos [1]

Já era o sétimo do dia, eu com uma cólica do caralho e o coroa demorando pra gozar me veio com aquela de “fudê é que nem pizza, quando é ruim é ótimo” e dai que eu num guentei, cara, … Continuar lendo

Publicado em mínimos | Marcado com , , | 5 Comentários