Arquivo da tag: filosofagens

Ponto (final) para discussões intermináveis

CULINÁRIA MEXICANA [Pode até não ser ponto final, mas serve ao menos como um providencial parágrafo.] Ingredientes: 1 – Dois teimosos; 2 – Um tema, profundo ou raso (um assunto também serve); 3 – Tempo de sobra. Preparo: 1 – … Continuar lendo

Publicado em receitas | Marcado com , , , | 9 Comentários

Inautenticidade e outras palavras tão estranhas quanto

[Apareceu aqui antes, em março de 2008. É das raras coisas publicadas neste blog que fazem referência direta à psicologia existencial. E como gosto do conteúdo, republico.] . Entrega (amorosa) e fé (na sua acepção principal, a religiosa), duas palavras … Continuar lendo

Publicado em (re)flexões | Marcado com , , | 10 Comentários

Um escuro onde a gente vê

Por ocasião da 32ª Mostra Internacional de Cinema, Wim Wenders, convidado de honra da  encontro algo sobre o seu último filme (mal recebido pela crítica no penúltimo festival de Cannes) deu uma entrevista, onde disse: Numa das cenas mais curiosas … Continuar lendo

Publicado em (re)flexões, cinema | Marcado com | 1 Comentário

Colcha de (pensamentos-)retalh(ad)os, numa terça à tarde

Declarem estado de peste. Fechem a cidade. Encerram-se também as portas do primeiro capítulo de “A Peste“, de Albert Camus. E, por fim, a (batida) semelhança com “Ensaio sobre a cegueira“, do Saramago, deixa de zumbir em meus ouvidos. [Quem … Continuar lendo

Publicado em (re)flexões, Livros | Marcado com , , , , , | 37 Comentários

Intervenções

“Knitta, Please! surgiu há quase dois anos. No começo era um movimento limitado e pouco definido, mas evoluiu até o âmbito da street art e logo nos tornamos um grupo de graffiti knit. Nossas criações combinavam a natureza masculina e … Continuar lendo

Publicado em (re)flexões, cultura, sociedade | Marcado com , , | 6 Comentários

Chame o Foucault [1]

Este post relaciona-se (em parte) ao anterior, não sem dialogar com outros, em particular com o que trata do tema das relações de amizade. Ainda não sei bem o que tenho a dizer, pois pouco dá para falar quando a … Continuar lendo

Publicado em (re)flexões | Marcado com , | 2 Comentários