Quatro de junho de dois mil e dezessete

Ontem uma amiga me deu os parabéns por conta do meu aniversário, contou estar grávida e que com a família crescendo se vê feliz, bem feliz. Outra, anteontem, sem saber do meu aniversário, depois de uns dez anos ou algo parecido mandou um email retomando o contato, eu sem notícias dela estar ou não viva, e disse que agora mora em Amsterdã, casada com uma holandesa, que abriram um pub e que por conta disso tudo se vê feliz, bem feliz.

E eu até então quieto, a 9.577 quilômetros de Amsterdã e a uma vida inteira de ter filhos, me vi tocado por todos os costados, inacreditavelmente contente com mais um moleque vindo por aí e pelo amor dessas duas mulheres que de tão intenso aportou na minha praia, invadiu minha casa e disse: Ricardo, sabe, apesar de tudo, mesmo sem você dar muito crédito, tem uma pá de gente desentortando a vida, pondo is nos pingos e arredondando quadrados, sabe? Então sorria, e se der, gargalhe. Porque dá, meu caro, ô se dá pra arregalar os olhos diante de um mundo sempre capaz de te pregar surpresas intensas, imensas, incensas, mesmo com você crente que não deveria mais esperar por nada parecido.

Não sei de amanhã, já que é segunda-feira. Mas hoje, neutralizando qualquer porção de desencanto ou melancolia, uma gravidez e um amor lésbico me disseram que esse mundão sem deus ainda tem cartas na manga com uma potência ímpar, então tome tento e faça o favor de acreditar, viu?

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Quatro de junho de dois mil e dezessete

  1. Rafael disse:

    Vi esse texto no FB, mas lá só curti. Aqui eu posso dizer que foi a melhor coisa que li ontem.

    Curtir

    • dazibaonomeio disse:

      Camarada, que bom ler isso, sério. Porque foi um texto tão despretensioso, apenas alguns sentimentos esparsos vinculados a essas datas bestas, não imaginava que fosse agradar tanto assim. Você também tá ficando velho, viu? 🙂

      Curtir

  2. Márcia W. disse:

    Parabéns acho que ainda na validade e amém para as boas cartas na manga do mundo. Abraço!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s