Exercício

O mais típico dos homens, dizia-se. Aos detalhes, às datas, nem tchum. Mas nem bem gozaram, contar à amante a lembrança de uma trepada que de tão atrapalhada virara sua piada de bar preferida foi outra coisa. E ao vê-la encolhida e muda, olhos vazios refletidos no espelho do armário velho, colar-se às costas dela e pedir-lhe desculpas e cobri-la de beijos e dizer que a amava e encaixar em suas nádegas o pau voltando a endurecer foi a mesma outra coisa.

Filho da puta.

Um crudelíssimo, perversíssimo e grandessíssimo filho da puta.

Esse post foi publicado em nem desamor. Bookmark o link permanente.

8 respostas para Exercício

  1. Guilherme Levy disse:

    Quem já não foi que retire o primeiro pau duro…

    Curtir

  2. Pingback: Ricardo C.

  3. Pingback: Marcelo

  4. Monsores disse:

    Esses tipos – um absurdo. Um absurdo…

    Curtir

  5. Pingback: O Pensador Selvagem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.