Meditação

Na estante da livraria, o último exemplar. Sem um daqueles sensores ao toque das piscinas olímpicas ou mesmo um juiz de photo finish, impossível saber quem pegou o livro primeiro. Não fez diferença. Deu-lhe uma gravata de porteiro, seguida de um koshi-guruma. Uma vez no chão, aplicou-lhe um juji-gatame, até que pedisse arrego. Então levantou-se, ajeitou a gola da camisa e seguiu para o caixa, deixando o outro lá, sem ar, estirado no chão, no corredor da seção de autoajuda.

“Vinte e três e cinquenta, senhor. Embrulho pra presente?”

“Não precisa”, com pressa de chegar em casa, abrir seu livro e encontrar, finalmente, a paz interior.

[Era de 23-03-2009, às 13:42. Agora é de agora.]

Esse post foi publicado em literatices e escrivinhações e marcado . Guardar link permanente.

34 respostas para Meditação

  1. Nhé! disse:

    E o livro era… como fazer amigos??

    Curtir

  2. Pax disse:

    Ricardo,

    Você tomou mamadeira com Inspirol ao nascer?

    Sò pode ser. Quero nascer de novo e tomar a mesma coisa.

    Curtir

  3. confetti* disse:

    mas que seca criativa fertilissima !
    amo essas divagaçoes…

    Curtir

  4. Pax disse:

    Uma vez rei, sempre rei, meu caro.

    Ou um poeta não pode dizer duas vezes sua poesia?

    Curtir

  5. gugaalayon disse:

    jiujitsuo & paz interior. Lindo!

    Curtir

  6. confetti* disse:

    salut rc !
    ontem queria ter perguntado como viveu aquela guerrilha ai no seu bairro…conta ?

    Curtir

    • Ricardo C. disse:

      @confetti*, foi mais barulhento do que de costume. Os tiroteios que volta e meia ouço não costumam ser tão frequentes nem tão demorados como foi o desses dias, e tb não lembro de ver policiais com fuzis passando na frente do meu prédio atrás de bandidos que teriam fugiado do confronto. Mas tirando essa tensão de segunda-feira — em tese o 2o. dia mais violento, domingo teria sido pior, mas não “desceu” do morro —, vida normal…

      Curtir

  7. Monsores disse:

    – Bom dia, Ricardo.
    – Bom dia, Psicólogo.
    – Como foi a sua semana?
    – Ahn, foi mais ou menos.
    – Por que?
    – É que reeditei um post no meu blog… deletei sem querer.
    – Como você se sentiu?
    – Ah… péssimo. Mas resolvi o problema com uma ferramenta nova. O post acabou ficando bem mais legal.
    – E isso não é pra ser bom?
    – É. Só que aí vieram aqueles caras e ficaram me elogiando.
    – Por que isso te incomoda?
    – É que eu fico vermelho na frente do computador, como uma criança no jardim ganhando mais uma estrelinha por ter me comportado bem.
    – Mas ninguém viu, só você sabe disso.
    – Eu e o André, sr. Psicólogo.

    Vai ser modesto assim na PQP, Sr. Ricardo.

    Grande abraço, meu caro.

    Curtir

  8. Pax disse:

    Boa, Monsores.

    Se a gente inflar o cara, mais que merecido, ele faz o livro que tá enrolando pra fazer.

    O Rio? Bem, sinto informar, não é mais dos cariocas.

    Curtir

    • Ricardo C. disse:

      @Pax, bombando mesmo está o teu Notícias da corrupção, né?

      Curtir

      • Pax disse:

        Cara, e não é que de uns dias pra cá o troço explodiu!

        Impressionante. Passou de umas 10 a 20 visitas por dia pra, hoje, umas 850. De uma hora pra outra.

        Acho que uns foram falando pra outros. Tem blog que vai pescar as notícias que pesco.

        Teve até Promotor de Justiça elogiando.

        Enfim, legal. Tá servindo pra alguma coisa.

        Curtir

  9. Colafina disse:

    Criatividade à mil, parabéns!

    [Eu até entendo que seja difícil de aceitar mas, procurando bem, há vida fora do Rio. O Pax que o diga… ] 🙂

    Curtir

    • Ricardo C. disse:

      @Alexandro, há vida inteligente fora do Rio sim, e muita. Vc é um dos exemplos!

      Curtir

      • Colafina disse:

        @Ricardo,
        Não fui muito claro quando disse que há vida fora do Rio. Na verdade, me referia à violência já tão corriqueira, e o que aconteceu aí perto, como vc relatou num comentário anterior.
        Faltou escrever pra vc procurar um lugar menos periculoso prá morar, como fez o Pax!

        Rapaz, eu já me incomodo quando os vizinhos exageram no volume do cornelejo, imagine um tiroteio no portão! Putz!

        De qualquer forma, valeu o elogio! 🙂
        Grande abraço

        Curtir

      • Pax disse:

        @Colafina,

        Mas, veja, ontem uma jararaca teve sua cabeça decepada aqui. Foi levantar a mesma na hora que a roçadeira estava trabalhando e a guilhotina campestre a pegou.

        Há perigos para todos os lados.

        Tem, por exemplo, o marido da Dirce, minha vizinha.

        Curtir

      • Ricardo C. disse:

        @Pax, vc vem mesmo em abril ao Rio? (Ou tá pensando que não leio os opens lá no PD?) Se vier, não tem escolha: vamos nos encontrar de qualquer jeito, seja com os Surfs e Chests da vida ou não!

        Curtir

      • Ricardo C. disse:

        @Colafina, foi claro sim, eu é que li apressado e entendi errado!

        Curtir

    • gugaalayon disse:

      @Colafina, diria até que se procurar bem podemos até achar vida inteligente no próprio rio. Mas devem ser paulistas de férias….
      ahaha
      abç

      Curtir

  10. André Egg disse:

    Vocês cariocas devem se achar muito inteligentes…

    Aí Ricardo, o apture está achando o uso ideal nesse texto. Fica bem ágil – se fosse com link não daria o efeito.

    Um dia vou começar a usar isso também, o que só vai acontecer quando já não estiver mais me atrapalhando com as ferramentas primitivas que já tenho…

    Curtir

    • Ricardo C. disse:

      Vocês cariocas devem se achar muito inteligentes…

      @André, “me inclua fora dessa”… moro no Rio, mas nasci em Salvador, Bahia! 🙂

      Quanto ao Apture, ele é bacana e ágil, como vc disse. Experimente logo, não acredito que te dê problemas.

      Abraço

      Curtir

  11. osrevni disse:

    Vi logo que você postou esse texto pra poder se divertir com o Apture, hehehehe.

    Cara, eu queria muito ter comentado vários dos seus últimos textos, mas estou meio enforcado por aqui. De qualquer forma, uma das muitas coisas que eu queria dizer é muito simples: você vai adorar ler este blog aqui: aterceiramargemdosena.blogspot.com, que é de um amigo meu aqui de Paris. À exceção do último post, que me parece escapar um pouco da questão, me parece bem o tipo de blog que você teria prazer em ler.

    Abração e vê se reaparece no Gmail.

    Curtir

    • Ricardo C. disse:

      @Diego, teus comentários sempre fazem falta, vc sabe disso. Quanto ao blog do teu amigo Lelec, ótima lembrança, voltarei a frequentar a “casa” dele. Isso porque eu o tive na minha lista, mas com tantas mudanças de endereço, acabei perdendo.

      Abração, meu amigo!

      (Aparecerei mais no gmail, podexá!)

      Curtir

  12. Pax disse:

    Hei, o Diego.

    Cara, obrigado pela visita e excelente comentário lá na Filosofia.

    Até mandei um elogio geral no Pedro Doria sobre você.

    Pena que agora o tempo anda curto, mas prometo voltar à Filosofia com mais frequência em breve. Teu blog é muito bom.

    Esse Ricardo Cabral é uma praga que liga muitas pragas e faz uma epidemia. Melhor que escreva um livro logo antes que a turma toda pegue ele de pau.

    Curtir

  13. El Torero disse:

    Acho estranho estes ecos do passado. 😉

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.