Receitas para escolher receitas para escolher…

Ingredientes:

1) Necessidade de escolha

2) Dúvidas

3) Potência, Dever e Desejo, independente da ordem

Modo de preparar:

Em vez de um passo-a-passo, apresento uma história. Era uma vez uma bela e casada moça, que em dado momento se viu muito bem cortejada por um belo e solteiro moço. Diante das insistentes investidas do rapaz, e tentada a lançar mão daquela velha máxima que diz que “a melhor forma de se livrar de uma tentação é ceder”, chamou-o para uma conversa, da qual deixo de lado as tratativas iniciais e vou logo aos finalmentes:

Querido, deixe eu te dizer: não vou para a cama com você.

— Mas… não entendo.. o clima entre a gente… por quê?

Sim, o clima, tem razão… Então vou tentar te explicar. Quando tenho que tomar decisões, penso em três palavras: poder, dever e desejar. E, na situação da gente, não é diferente.

— Ahn??!!

— Explico. Não posso negar que, sobre ir pra cama com você, desejar, eu desejo. Ao mesmo tempo, poder, eu posso. Sei que tenho nas mãos o poder de ir pra sua casa, pro motel, pra onde eu quiser. Não há, por exemplo, nenhum obstáculo de ordem física que me impeça. Mas tem uma coisa que você já sabe: sou casada.

— E daí?

— Daí que o relacionamento que o meu marido e eu escolhemos ter não é do tipo relação aberta. Sendo assim, sei que o magoarei, sei que sentirei culpa por isso, sei um monte de outras coisas e desconheço mais algumas. Mas entendo, acima de tudo, que por esses e outros aspectos não devo ir pra cama com você.

— Mas… mas você vai abrir mão do seu desejo?

— Não se trata de abrir mão, querido, trata-se de não ser prisioneira do meu desejo, achando que ele deva ser o meu único parâmetro para tomar uma decisão, por mais que viver atendendo aos desejos seja visto faz tempo por muitos como A expressão de liberdade e de autenticidade. Mas deixando qualquer psicanálise e filosofia de botequim de lado, meu anjo, te garanto que se acontecer de eu dever ir pra cama com você, não se preocupe, é claro que você vai ser o primeiro a saber. Mas se isso ocorrer, torça para que eu e você também possamos, e que ainda desejemos. Porque se não, ou não vai ser, ou será muito ruim…

.

[Outra história velha, de 22/11/2007, mas gosto dela até hoje.]

Anúncios
Esse post foi publicado em (re)flexões e marcado , . Guardar link permanente.

9 respostas para Receitas para escolher receitas para escolher…

  1. pingwyn disse:

    hummmm.muito interessante, vou contar prum amigo meu…kkkkkkk

    Curtir

  2. <b>Ricardo C.</b> disse:

    Pois brincadeiras à parte, até que ajuda a refletir sobre as nossas escolhas…

    Curtir

  3. pingwyn disse:

    nao brinquei nao, quem nunca passou por essa situacao?? a risada foi de timidez…Afinal, “ela” a da historia, soube sintetizar o que muitos nao sabem explicar o motivo do porque sim, e, tambem, e, principalmente, do porque nao… se todos tivessemos essa consciencia muito sofrimento seria/sera poupado.

    Curtir

  4. Pingback: Ricardo C.

  5. Pingback: Fabiano Brilhante

  6. Pingback: Rodrigo Cássio

  7. Pingback: Denise Queiroz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s