Tempus fugit

Que envelheci, não me resta dúvida. Sou de um tempo em que, nos filmes, fosse o mocinho — que no último minuto sempre se safava — ou o bandido, o pior dos temores e o maior dos castigos era cair na areia movediça.

O que não mudou muito com a idade é o fato dos maniqueísmos me aborrecerem. Tanto que olho com enorme tédio para essas divisões entre bandido ou mocinho, bem ou mal, esquerda ou direita, entre outras. Ao mesmo tempo, assumo que gosto desse nosso mundo do jeito que ele anda, até porque não conheço outro canto. Porém, com a falta desse antigo perigo de se morrer afogado em areia movediça, digo a você que o mundo perdeu um pouco da graça. Não apenas digo: garanto.

P.S. Encontrei um site meio esquisito, que vende vídeos de mulheres seminuas caindo em areia movediça — a foto que acompanha o post foi tirada de lá —, e para uma parcela dos fãs do assunto tem mais um, que carrega o sugestivo título de The Home of Quicksand Fetishism on the Internet. Quem quiser comprar os vídeos do primeiro ou adentrar nas areias do segundo, é só seguir os links, seja ou não a sua praia.

Anúncios
Esse post foi publicado em singelezas e marcado . Guardar link permanente.

6 respostas para Tempus fugit

  1. El Torero disse:

    E pra quê outro canto, mesmo, Ricado!?
    A menos que lá também tivesse ‘vídeo de mulheres semi-nuas caindo em areia movediça’ para vender…
    Uma das coisas mais fantásticas que já vi a venda.

    Curtir

  2. gugaalayon disse:

    já encomendei alguns.
    sensacionais

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s