Manequim

Não há nada de original em tirar fotos de manequins, mas de uns anos pra cá passei a ver alguns deles em lugares estratégicos, especialmente no papel de “vigilantes”. Não sei bem que raio de expectativa se tem quando se faz isso, além de provocar a minha curiosidade… (Essa parte é auto-evidente, já que as coisas são mesmo feitas para chamar a minha atenção, né?).

Agora falando sério, esse manequim enorme e de cabeça estreita, postado na porta de um estacionamento no bairro de Botafogo, me deixou um tanto quanto desconfortável. Alguma razão especial para que fosse negro? E em sendo negro, qual o motivo para exagerar seus traços negroides à moda de certas figuras de arte tribal africana?

Cartas para a redação.

A título de pê ésse:

Acredito nos bons sentimentos de todos, mas não deixo de achar incrível que, mesmo ninguém sendo racista nessa nossa democracia racial tão linda, o resultado final dessas situações, e de tantas outras, é que os cidadãos brasileiros negros sempre acabam se fudendo. (Alex Castro, ao final de um post publicado ontem)

Anúncios
Esse post foi publicado em Fotos e marcado , . Guardar link permanente.

3 respostas para Manequim

  1. confetti* disse:

    ” resultado final dessas situações, e de tantas outras, é que os cidadãos brasileiros negros sempre acabam se fudendo….”

    nao so os begros brasileiros…africanos, norte americanos, europeus, todos acabam sempre se fudendo ! injustiça unilateral etnica

    o manequin nao me chocou, achei bonito e luminoso !
    repare que tirando a plaquinha “bem-vindo ao estacionamento”, a conotaçao pejorativa desaparece…
    ( o que me chocou foram aquelas manchas parecendo tiros, que so depois entendi estarem ocultando identidade…ouf ))

    Curtir

    • Ricardo C. disse:

      Bonito e luminoso, Confetti, mas vc bem disse, esses adjetivos só se aplicariam se o dito manequim não estivesse vestido como estava e “na função” em que se encontrava… O contexto tornou esse manequim abjeto.

      Curtir

  2. confetti* disse:

    frantz fanon deve desenvolver essa abjeçao de forma clara e precisa.
    deu vontade de reler “peaux noires, masques blancs”

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s