El cuento es muy sencillo

A história é muito simples. Eu sei, mas nem por isso deixa de complicar a vida da gente, Mario.

Desculpe a tristeza. Bem que você e o teu amigo Serrat me avisaram que “quando nada falta, então a gente morre”, mas ainda assim não dá para fazer de conta que você não fará falta. (Da minha parte creio ainda faltar alguma coisa, meu velho, nem que seja um pouco de velhice.)

É claro que não sabias disso, mas nesta Ágora já falei de ti algumas vezes, embora não tão bem como o Milton ou a Meg. E como eles já te mandaram flores, falta eu fazer o mesmo. Só que ando meio sem imaginação, poeta — quem dirá uma aos pés da tua —, por isso vá desculpando mais um abuso de quem já roubou uma frase que só você poderia ter inventado. É, prometo que não pego mais nada de ti — ao menos hoje não —, fora esses poemas que te ouvi declamar.

[Apenas apontem o mouse para a “caixa de som” no canto esquerdo de cada link e esperem que apareça o aplicativo para poder ouvi-los. Se elas não estiverem aparecendo, experimente clicar no título do post e entrar nele. Acredito (ou torço para) que com isso as tais caixinhas apareçam.]

benedetti-credo

benedetti-tactica-y-estrategia

benedetti-ella-que-pasa

Pode que seja uma certa lassidão de caráter da minha parte pôr a sua própria voz para te homenagear, Mario, mas é prosa mais do que sabida que eu sou uma negação poética. E como você era mesmo único, colocar-te declamando esses poemas para que outros se enlutem como se deve me pareceu mais honesto, com o perdão da boutade.

Um grande e agradecido abraço pelos serviços em poesia e prosa que prestaste a todos nós, Mario Benedetti.

[Mario Benedetti, 14/09/1920 – 17/05/2009]

Anúncios
Esse post foi publicado em notícias e marcado , , , . Guardar link permanente.

10 respostas para El cuento es muy sencillo

  1. sizenando disse:

    obrigado.
    pra mim é uma bela descoberta, breve iluminação em minha vasta ignorancia.

    só ouvi a segunda, tactica y estrategia, mas deu vontade de comentar e agradecer.

    já escrevi no espaço do kiraly que invejo os poetas e todos aqueles que os acompanham – eu tenho minhas dificuldades na análise e na crítica.
    mas às vezes me aparecem esses “estalos”, e percebo e saboreio um pouco da capacidade que só os poetas têm de… fazer poesia. e eu só digo: que bonito!

    Curtir

    • Ricardo C. disse:

      Sizenando, minha inclinação quase natural é na direção da prosa, não da poesia. Sou analfabeto no gênero, desconfio que por não ter me alimentado dele na infância, como já escrevi em certa ocasião. E conheci o próprio Benedetti primeiro por seus romances e ensaios, só depois tive acesso a sua poesia. Mas reconheço que gosto dele em todos os gêneros em que escreveu.

      Curtir

  2. Ricardo, que maravilha!
    Foi num post sobre Mario que entramos em contato – escrito, claro- pela primeira vez.
    E agora você me mostra este trabalho de ourives, das frases…
    Obrigada, querido.
    Não poderia deixar de vir.

    E, olha…olha! vais me ensinar essa forma de colocar os poemas assim,
    Estou cada dia, angustiadamente, sabendo menos das coisas.
    Genial, ouvi-lo, genial,

    Curtir

    • Ricardo C. disse:

      Meg, é verdade, lembrei disso quando passei pelo teu post anterior com poemas do Benedetti. Ah, já deixei as minhas instruções sobre o Apture no teu blog, viu? É com ele que faço as minhas brincadeiras.

      Beijão e que bom que vc passou por aqui!

      Curtir

  3. Faço minhas as palavras da Meg e do Sizenando. Digo acerca da estupefactação diante da poesia e do trabalho de ourivesaria que fizeste.

    Bom, muito bom.

    Curtir

    • Ricardo C. disse:

      Pena que a ocasião não seja das melhores, Rafael. O Benedetti pode até ter vivido bastante (e bem!), mas é o tipo de gente que não deveria morrer antes dos 140 anos!

      Curtir

  4. cfagundes disse:

    Lembro da poesia “paso que paso…adiós”, mas não lembrava de quem era… Me fez lembrar. Que chato.

    Curtir

  5. Gwyn disse:

    mi estrategia es
    en cambio
    más profunda y más
    simple
    mi estrategia es
    que un día cualquiera
    no sé cómo ni sé
    con qué pretexto
    por fin me necesites

    e sua estrategia deu certo e sua poesia esta viva dentro de nos. Hoje na minha caminhada esse sentimento me acompanhara…

    Deixo as imagens para voce entender do que falo

    http://picasaweb.google.com/Gwyn.uk/Entardecer

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s