Surtos de sinceridade

“Sou medíocre demais pra ser vaidoso.”

E a mão dela ensaiou um agrado em seu pescoço — a direção parecia essa —, que ladearia, assim me ocorreu, o discreto sorriso dirigido a ele. Mas desviou-se para o livro de poesias do autor iraquiano do mês, e nem ele nem ninguém, salvo eu e aqueles que estavam fora do meu raio de visão e interesse, percebeu.

No corredor seguinte, depois de pagarem os livros no caixa e seguirem a caminho do café, pararam na estante dos dicionários. Ela levantou os calcanhares, não de todo, e beijou-lhe o ombro. (As panturrilhas tremeram um pouco.)

Serviu de consolo, acho.

Anúncios
Esse post foi publicado em literatices e escrivinhações, mínimos e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Surtos de sinceridade

  1. fal disse:

    hahaha, que fofo. e aaaahhhhhhhhhh o livro do autor iraquiano do mes. sensacional.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s