Um parêntese sobre o feed desta Ágora

Justo por conta dele — do parêntese que não devia estar lá — muitos não devem ter conseguido assinar o feed da Ágora ou ter notícias sobre os últimos posts. Daí que fucei, fucei, e acabei encontrando — e apagando! — o maldito parêntese, que não sei o que fazia ali antes do http://…

Embora acredite ter resolvido o problema, se alguém quiser tentar outra vez não conseguir, pode me puxar as orelhas, prometo que resolvo!

P.S. O post que interessa está logo abaixo. Daqui a alguns dias provavelmente haverá outro(s) acima.

Anúncios
Esse post foi publicado em Administrativas e marcado . Guardar link permanente.

12 respostas para Um parêntese sobre o feed desta Ágora

  1. Roberto disse:

    Comentários administrativos:

    1) Hoje não estou vendo o anúncio em letras garrafais no topo do post “Nota (mais do que)…”: LO-GO-SO-FIA. Os caras pegam pesado por aqui, hein, Ricardo? Meio que destróem a integridade do post, cortam ao meio, título tímido antes e o corpo do post depois daquela enorme trolha tipográfica, que ganha ares de título superdimensionado. CON-TRA-PRO-DU-CEN-TE. Se eu já não dava a mínima pra logosofia, agora então…

    2) Hoje, também, chegou ao extremo a minha dificuldade em ter páginas associadas aos servidores do google carregadas por aqui. Demoram mais do que as outras, e isso faz tempo. Hoje não estou conseguindo sequer abrir o gmail. Nem o google. Vocês notam coisa parecida por aí, ou a implicância é só comigo?

    3) Ainda sobre o meu sumiço: ele vai também de um certo cansaço com a fórmula feudalista dos blogs. Me parece que por estas bandas (por enquanto) a fórmula da rede social (gênero Ning, não falo dos Orkuts) não pegou, né? Fato é que a fórmula do blog, a depender da natureza do “serviço” coletivo e da fórmula interativa, deixa muito a desejar, vocês não acham? Se o serviço é especializado, jornalístico, p.ex., o blog vai bem, quando tocado por uma cabeça que tenha o suficiente cacife, digamos, arbitral. Agora, pra certas coletividades, como talvez a desta Ágora, a natureza democrática, aberta, do Ning é incomparavelmente mais interessante. Dá uma dinâmica esperta à coisa, vira uma ágora mesmo, um dazibao sem poréns. Que cês acham?

    Curtir

  2. Pax disse:

    Caro Roberto,

    Obrigado por me apresentar o Ning. Não o conhecia. Acabei de criar uma comunidade por lá. Ainda estou apanhando. Perdi meu primeiro texto e terei que reescrevê-lo.

    Talvez seja a solução de uma questão minha de forma interessante mesmo. Vejamos.

    Depois comento mais sobre o tema.

    Sobre os blogs: sei lá, acho que é como o terrorismo, veio pra ficar. Um parece bom, ou se pretende, e descobre seus caminhos, o outro é ruim e também descobre seus caminhos.

    Abraços

    Curtir

  3. Roberto disse:

    Grande Pax

    Pois é, você perguntou da imagem da falsa cobra. No Ning é tranquilo, pra qualquer membro logado, postar imagens, áudio, vídeo, o que for. Começar discussões, terminá-las, o diabo A4. Por certo não é o Nirvana, mas já é bacana. É do ceo da Netscape, que caiu do cavalo e está tentando se aprumar. Ainda não vi nenhuma comunidade que tenha sua biblioteca de indispensáveis, o que pode ser ótimo. Abrir os livros em pdf na página e salvá-los pro próprio hd, se for o caso. A Scribd, distribuidora de ebooks pirateadinhos na boa,em bases comunitárias, tem um sistema chamado iPaper que permite isso. Você guarda os pdf no servidor deles e “embed” o API do iPaper no seu site. Pô, legal, uma comunidade com sua biblioteca.

    Diga, Pax, por favor, vc teve dificuldades com o google ou gmail ontem (17/1/09)? Tô achando que a fome deles está maior que a barriga.

    Curtir

  4. Pax disse:

    Não tive nenhuma dificuldade aqui, Roberto.

    Quais você experimentou?

    Curtir

  5. Roberto disse:

    Gmail não abria nem nenhuma outro site que dependesse dos mega servidores deles. Zero. Em dias “normais” tenho sido obrigado a comandar várias vezes a abertura da pág., mas ontem finalmente zerou. Minha conexão é Tim, um modenzinho de tecnologia de celular. Será que eles estão brecando o Google? Meu vizinho, com a mesma conexão, também ficou a zero. Obrigado, Pax.

    Curtir

  6. Roberto disse:

    Ainda a propósito de ebooks: minha biblioteca em pdf e dejàvu já atingiu o total, ainda modesto, de 195 títulos. Essa farra de informação me deixa mais feliz do que a farra dos mp3. Vocês têm se beneficiado disso? Uau! Às vezes me sinto como um mendigo passeando por uma Nova Iorque no day after, colhendo Monets nos ricos apartamentos abandonados.

    Curtir

  7. Pax disse:

    Grande Roberto,

    Você hoje está de mentor tecnológico. Não conhecia o tal Scribd. Estou olhando pra entender.

    Mas, veja, fui no Ning, criei uma comunidade, mas acabei criando mais um blog. Acho que estou mais acostumado nessa ferramenta.

    Abraços

    Curtir

    • Roberto disse:

      Mentor tecnológico não, no máximo personal bisbilhotador da web. É, meu rei, social networking não é bolinho. É uma decisão meio complicada administrar uma dessas. Porque o trem não para, neguinho não quer nem saber, sai criando conteúdo adoidado (quando tudo funciona bem), e não é legal o inventor da coisa (que lá deixa de ser um presidente, passa a ser um primeiro-ministro, ou na verdade um secretário-geral) tomar chá de sumiço, por exemplo. É uma decisão pra ser pensada.

      No Scribd você baixa os ebooks à vontade, como em outros serviços destes, mas lá a coisa é comunitária, vc é instado a subir seus títulos também, pra benefício geral.

      Um blog é uma penca de gente em torno de alguém que idealmente deve ser um dínamo, certo? Um levantador. Redes sociais são uma penca de gente inventando posts e trocando comentários entre si, e a dinamização editorial fica mais compartilhada, difusa. Tem um espírito mais wiki, eu diria que mais democrático mesmo. Dou força, mas ainda não me animei a aprontar alguma. Abraços, Pax.

      Curtir

  8. Gwyn disse:

    Roberto,

    Eu nao consegui abrir meu Gmail na quinta feira (15/01) o dia inteiro. A noite eu vi que meus filhos estavam usando o gmail deles sem problemas entao eu dei reboot no meu laptop e ai ele carregou. Mas, pelo numero de emails que eu recebi achei que muitos nao foram postados na meu inbox..acho que ser perderam por esse mundo virtual.
    Eu nao acessei a internet nesse final de semana portanto nao sei como estava no dia 17/01.

    Curtir

  9. Roberto disse:

    Obrigado, Gwyn. Como eu disse acima, um vizinho, no mesmo provedor que eu, estava sem Gmail também, o que significa que não foi uma indigestão do meu computador. Pode ser problema no meu provedor ou então no servidor do Google. Cá pra nós, o Google cresceu demais, já não tenho a mesma simpatia por ele.

    Curtir

  10. googala disse:

    ih, roberto…
    Ele(Google) mal nos lançou seus pseudópodos ainda.
    Quem vir ver, verá.
    abçs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s