"Um país se faz com homens e livros" (Monteiro Lobato)

“Que país é este?”
(Renato Russo)

Esse post foi publicado em cultura, Livros e marcado , . Guardar link permanente.

12 respostas para "Um país se faz com homens e livros" (Monteiro Lobato)

  1. gugala disse:

    Vc poderia lançar algo como ‘Flipper, o vendedor’ ou ‘Os Segredos dos Pit Bobos da Eliana’. Agora sim iconoclasta!

    Curtir

  2. 1) aguarde comentário sobre o seu blog la n´O(s) Fim(ns) da História;

    2) É velhinho, o que os livros têm feitos dos homens!!!! E olha que você nem falou/postou/fotografou os livros dos “espíritas new Age”, a prateleira dos Coelhos, a estante dos anjos e dos duentes e leprechals que prometem os potes de ouro para os vendedores pit-bulls que vivem à custa dos leitores-tatus.

    E enquanto vivemos sob o império dessas metafísicas para as massas à preços relativamente módicos, desses manuais de auto-ajuda cujo corpus geral de volumes deveria se chamar “Vida: manual de instruções”, seguem as escolas socializando a ignorância e criando hordas e hordas de sub-letrados prontos para se manterem no mais baixo grau de vida cultural existente: o limite da sobrevivência.

    Salve, sou fã do seu trabalho e cuidado com a depressão!

    Curtir

  3. Camila disse:

    Não faz isso comigo, Ricardo. As pessoas dizem que a Xuxa tem pacto com o demônio porque nunca repararam na Eliana. Que sorriso é esse, credo. O livro deve ser menos excruciante do que a foto, o pior é isso.

    Curtir

  4. flávia disse:

    1: Um pais se faz com homens e livros…
    mas não esqueça: e com mulheres livres

    é trocadilho, o que implica o pleonasmo “é infame”, mas é para pensar.

    Curtir

  5. anrafel disse:

    Quando começarem a ‘desconstruir’ Monteiro Lobato (já começaram?), dirão que essa não se tratava da frase de um idealista, mas de um vendedor de livros, afinal o cara era um editor ambicioso.

    Mas, acima de tudo, “livros, livros à mancheia”.

    E de Eliana, vendedores e pitbulls eu quero é distância.

    Curtir

  6. Cesar Kiraly disse:

    Ricardo, meu amigo,

    o Lobato é um desses escritores: muito pequeno, pelo que aponta, e muito grande, pelo como pensa. Essa coisa da brincadeira do personagem, como brincadeira do conceito, é bem legal, pena que, dentre os falantes do português, existam tantas professorinhas e tanta gente importante!!!

    Um forte abraço,

    Cesar Kiraly

    Curtir

  7. Cesar Kiraly disse:

    essa é melhor do que budismo… muitos risos…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.